ENDIVIDADO? Sua vida financeira parece um balde furado?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

ENDIVIDADO? Onde seu salário vai parar?

Se você gasta mais do que ganha deve ter cuidado. Logo estará endividado, final, uma hora a conta vem. O problema, muitas vezes, não está em gastar, mas em como o dinheiro é gasto.

Saiba como resolver essa situação!

Endividado?
Sua vida financeira parece este balde? Como tampar esses furos?

Utilizo o exemplo de um balde furado pois se torna didático e é mais fácil de podermos visualizar. Não adianta aumentar a quantidade de água que entra nele, se os furos não forem tampados, sempre estará vazio.

Se você já está endividado, precisa manter a calma, “arregaçar as mangas” e trabalhar com inteligência para vencer essa dura batalha. Não adianta fugir do problema, mas encará-lo com garra e determinação.

Não se engane, você é o culpado por estar endividado. Não perca tempo tentando transferir a responsabilidade dos seus erros financeiros para os outros. Aceite seus erros e comece a transformação.

Fonte: https://dinheirama.com/nao-engane-culpado-viver-endividado/

 

4 dicas para quem gasta mais do que ganha e deixar de ser endividado!

Se pudesse escolher, provavelmente todo mundo optaria por um emprego que pagasse mais. Quem empreende também certamente gostaria de vender ou lucrar mais, para ter ganhos maiores. Até mesmo quem já se aposentou precisa aprender a administrar seus recursos para não entrar em novas dívidas.

Porém se mantivermos nosso padrão de consumo e continuarmos gastando da mesma maneira, nunca deixaremos de ser endividados, sempre estaremos cheios de dívidas.

O problema não está em quanto você ganha, mas como você gasta.

Se hoje você ganha R$ 2.000,00 e gasta R$ 2.200,00 e passa a ganhar R$ 20.000,00 e aumentar seus gastos para R$ 22.000,00, continuará endividado. Percebe que a saída é o problema?

Por isso vale a pena conferir essas dicas. Se ficou endividado por uma necessidade ou emergência, saiba o que fazer para evitar novamente essa situação.

 

1 – Controle seus gastos

Gastou mais do que deveria? Entrou no cheque especial? Saiu usando todos os cartões de crédito de uma só vez? Saiba que você não está sozinho. E o que leva a esse ponto, além das urgências, pode ser também a falta de visibilidade dos seus gastos.

Sim, saber quanto é ganho ou quanto tem disponível na conta bancária é mais fácil. Mas não ter o controle do quanto é gasto no mês, pode criar dívidas indesejadas e bem maior do que se imaginava.

Como nem sempre os pequenos gastos são contabilizados, (o cafezinho só por costume ou acompanhar alguém, uma pequena multa por atrasar alguns dias uma conta, a tarifa bancária, a academia que eu pago e quase nunca vou, aquela assinatura de algo que não uso há muito tempo), geralmente pagos no cartão e se somados, podem levar a um valor considerável no total das despesas. São as chamadas “despesas fantasmas” que, se frequentes, podem levar uma pessoa a gastar mais do que ganha.

A dica, portanto, é controlar todos os gastos. Independente do valor. Se existe algum desequilíbrio financeiro, é preciso saber de onde ele vem.

 2 – Use a tecnologia a seu favor

Existem vários aplicativos que podem ajudar você a controlar suas despesas. Talvez você prefira uma planilha. Ok, pode ser o bom e velho caderninho, mas tudo deve ser registrado.

Se você tem conta em vários bancos, diversos cartões de crédito e boletos para gerenciar, perder prazos de pagamento pode ser apenas uma das consequências mais comum, isso ainda pode gerar multas e a cobrança de taxas de juros adicionais. Sem contar, é claro, que dependendo do tempo do atraso e do valor, pode levar a inadimplência rapidamente.

3 – Pague suas dívidas

Endividado e inadimplente? Registre todas e liste por prioridades, (Serviços essenciais como água, luz, alimentação e saúde devem ser as primeiras; seguidas pelas que possuem bens em garantia, após pelas que possuem maiores juros), então negocie o seu pagamento, antes que seu valor aumente. Fazer acordos pode ser uma das alternativas.

Outra sugestão válida é trocar uma dívida mais cara por outra mais barata. Num primeiro momento, essa troca pode parecer não ter sentido. No entanto, quando as dívidas são colocadas na linha do tempo, a economia pode ser muito significativa.

Quem gasta mais do que ganha, precisa fazer decisões financeiras inteligentes. Por isso, pesquisar e comparar formas de quitar as dívidas e reequilibrar novamente as finanças, é muito recomendado.

 

4 – Gaste menos e seja estratégico

É fundamental planejar os gastos, criar e manter um orçamento que contemple todos os aspectos da vida. Uma boa dica para isso é a “Técnica dos potes”, baseada no livro “os Segredos da Mente Milionária – T. Harv Eker. Essa é uma boa prática que pode evitar criar novas dívidas. Sim, sabemos. Falar é fácil… mas criar esse hábito também pode ajudá-lo a usar melhor seu dinheiro.

Os gastos do curto prazo podem comprometer até os recursos futuros. Assim, é muito importante pensar no agora, sem abrir mão do futuro.

Ter independência, liberdade e segurança financeira exigirá disciplina, mas é a partir de pequenas ações e do cuidado maior com o seu dinheiro, que você poderá viver tranquilo. Não abra mão do seu futuro. Faça seu dinheiro trabalhar por você ou você terá que trabalhar para ele.

Fonte: https://financaspessoais.organizze.com.br/voce-gasta-mais-do-que-ganha-entao-saiba-como-equilibrar-suas-contas/

Deixe seu comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Fique atualizado, inscrevendo-se em nosso boletim informativo.

Prometo não enviar Spam!

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x